Self-Mistake


Experimentação e risco em dança e performance contemporânea


O projecto Self-Mistake promove a investigação artística num contexto de experimentação e risco, nas áreas da dança e da performance contemporânea. Apoia o desenvolvimento de processos artísticos, assim como a partilha de criações em contextos alternativos.

Ao acolher o risco de errar ou de falhar em ambientes apropriados, o projecto Self-Mistake incentiva à experimentação na criação artística como etapa fundamental para a inovação e o desenvolvimento.

Self-Mistake promove esta abordagem, sob a forma de bolsas financeiras, aconselhamento estratégico, consultoria de produção e criação e programação de eventos.

 

“Erros não forçados”, resultam do sentido de risco, da vontade de inovar, de mergulhar no desconhecido. Tal como no desporto de alta competição ou na pesquisa científica, os artistas transformadores da sua época são os que não têm medo de errar, até descobrirem algo extraordinário.

Por isso, é urgente dar-lhes as condições que melhor se adequam à criação em liberdade e autonomia. Proporcionando um ambiente para o risco e para o erro. Permitindo novos modos de construção, de partilha e de fruição artística.

 

 

BOLSAS DE PESQUISA

Programa de apoio a pesquisa de criação de dança contemporânea.


Este programa oferece condições para o desenvolvimento do processo de criação, sem pressões nem condicionamentos, e sem a obrigatoriedade de fazer apresentações públicas.
Atribui bolsas de experimentação e apoia artistas na criação de condições para o desenvolvimento do seu trabalho, assim como presta consultoria estratégica para a sua futura produção.


A liberdade alcançada neste contexto é essencial aos processos criativos e contribui para sair das pressões que levam a lógicas normativas e convencionais.
Constitui-se como impulsionador de uma mudança nas formas de apoiar a Dança Contemporânea e a performance, posicionando-se como chave no contributo para o crescimento e a inovação deste setor.

 

Self-Mistake cria contextos para projetos de pesquisa e de desenvolvimento traduzindo o invisível como matéria de transformação.

 

A criação acontece ao longo de um processo em que se torna essencial dar tempo e espaço para que o resultado do trabalho artístico não se transforme num mero produto de consumo. Self-Mistake promove a investigação livre de constrangimentos e pressões, tendo por base um incentivo à alteração da lógica de rapidez de processos e de excesso de produção. É preciso dar tempo aos sentidos e ao pensamento, às ideias e ao seu desenvolvimento... incentiva a pesquisa e o desenvolvimento artístico em âmbitos diversificados. O programa cria condições para artistas que desenvolvam trabalho nas margens do que se tornou convencional, de forma a encontrarem o seu espaço de existência e de crescimento.

 


Artistas apoiados 2021/2022

Ana Libório
analu
Andreia Farinha e a Truta no Buraco
Beatriz Pereira & Carolina Sendim
Bernardo Chantillon
Carlota Lagido
Daniel Moutinho
Diego Bragà
Filipe Baptista
Gaya de Medeiros
Guilherme Leal
Jessica Guez
Joana Castro
Joana Magalhães
Joãozinho da Costa
Maeva Lambert & Elena Vertegel
Mafalda Lencastre
Maurícia | Neves
Mercedes Quijada Rama
Natacha Campos
Paulo Emílio
Rui Catalão
Rui Lima
Sofia Dinger
Tiago Vieira
Xana Novais
Mélanie Ferreira

 

 

Artistas apoiados em 2019/2020
Bárbara Carlos
Catarina Vieira
Colectivo Apneia
Margarida Correia

Diana de Sousa
David Marques
Henrique Furtado
Joana Verona e Eduardo Breda
Tita Maravilha