Mappa Mundi

Bios

Joana de Verona e Eduardo Breda

Joana de Verona
Atriz Luso-Brasileira, iniciou-se em teatro em 1998, e em cinema em 2004. 
Joana de Verona estudou teatro no Chapitô, fez o curso "Zonas" de criação performática sob orientação de Joana Craveiro entre outros cursos com outros criadores na área de teatro e movimento, como Norman Taylor, seguidor de Jacques Le coq, Martha Graham technique, João Brites, John Romão, Jan Fabre Teaching Group.

Licenciada em Teatro pela Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC), trabalhou com o encenador francês Bernard Sobel e com encenadores portugueses como, Gonçalo Amorim, Carlos Avillez, Marco Martins, Luís Miguel Cintra, Mónica Garnel, Mónica Calle com quem tem vindo a cooperar nos últimos dez anos.

Em cinema tem trabalhado mais frequentemente entre Portugal, França e Brasil com realizadores como João Botelho, Marco Martins, Solveig Nordlund , Catarina Ruivo, Raul Ruiz, Valeria Sarmento, Denis Côté, Carlos Conceição, André Marques, João Salaviza, Gabriel Abrantes, Jorge Cramez, Pierre Edouard Dumora, Maxence Vassilyevitch, Miguel Gomes, Fanny Ardant, Lúcia Murat, Renata Belo Pinheiro, António Ferreira, entre outros.

Estudou realização de cinema, na escola Ateliers Varan, em Paris, onde realizou o seu primeiro filme, o documentário "Chantal" que entre outros festivais, esteve presente no festival Panorama e no IndieLisboa. 

 

Eduardo Breda
Em 2008 concluiu a formação de três anos no curso de interpretação
da Academia Contemporânea do Espectáculo (Porto); em 2012, terminou a Licenciatura na Escola Superior de Teatro e Cinema, em Lisboa, no curso de Teatro, ramo Actores.

Em Teatro, como actor, participou nos seguintes espectáculos: A Morte de um Caixeiro Viajante (enc. Gonçalo Amorim, 2010); Longa Jornada para a
Noite (enc. Nuno Cardoso, 2010); Felizmente Há Luar (enc. Cláudio da Silva, 2011); Santa Joana dos Matadouros (enc. Bernard Sobel, 2011); Pleasure Gardens (enc. André Guedes, 2011); Lugar Comum (criação colectiva, 2012); À Vossa Vontade (enc. Alvaro Correia, 2013); Um Inimigo do Povo (enc. Alvaro Correia, 2013); Cyrano de Bergerac (enc. Bruno Bravo,2014); Edit (enc. Francisco Campos, 2015);Lifless (criação de Eduardo Breda ,2016); Inquietude (enc. Francis Seleck 2016); Tatuagem (enc. Manuel Tur, 2017); NADA (performance de Eduardo Breda | cooperativa árvore 2017); A Vila (criação de Eduardo Breda e Maria Leite, 2017); Maioria Absoluta (encenação Gonçalo Amorim 2018); O Novo Mundo (Os Possessos, Culturgest 2018); Pela Àgua (encenação Tiago Correia | A Turma 2018); Romeu e Julieta (João Mota | 2019).
 Em Cinema e Televisão já integrou o elenco das seguintes produções A Prisioneira (Tvi/Plural); Terra Nova - realizado por Joaquim Leitão (RTP/Cinemate);    Idaten: Tokyo Olympic Hanashi ( NHK ); Nos Classificados - realizada por António Raposo; Ministério do Tempo (RTP/Iniziomedia); Câmara Nova por André Marques; Santa Barbara(tvi/Plural); Poderosas (sic/SP); Logística  realizada por Miguel Tavares (IndieLisboa 2015 | Novíssimos); Sol de Inverno(sic/SP)