INFO

Self-Mistake

 

Produção: ORG.I.A e Produções Independentes
Direção, Produção e Curadoria: Tânia Guerreiro
Fotografias: Alípio Padilha
Vídeos: Ema Ramos e João Meirinhos
Textos: Rui Catalão


Financiamento:
Câmara Municipal de Lisboa – Cultura
República Portuguesa - Cultura I DGARTES – Direção-Geral das Artess

 

Parceiros Institucionais / apoios de emergência:
Linha de Apoio de Emergência às Artes / República Portuguesa – Ministério da Cultura
Fundo de Emergência Social Cultural e Fundo de Emergência Social - Câmara Municipal de Lisboa – Cultura
Garantir Cultura - Fundo Fomento Cultural

 

Parceiros:
Desvio
Trust Collective
CPBC
Latoaria
Casa do Capitão

 

 

Tânia M. Guerreiro – Produção e curadoria de performance e dança

(Lisboa, 1975)
É licenciada em Cenografia pela Escola Superior de Teatro e Cinema, tendo terminado o curso no Institut del Teatre, em Barcelona (1996-1998). Fez o curso de Intermedia na Escola Massana, em Barcelona, e de Gestão/Produção no Forum Dança, em 1999. Trabalhou em várias áreas da produção de espectáculos, cinema, artes visuais e festivais, como o Festival Atlântico, Temps d’Images, Alkantara, Casa d’Os Dias da Água, O Som e A Fúria, ZDB, Jangada de Pedra, onde desempenhou funções de produção, gestão, angariação de financiamentos, desenvolvimento de projectos europeus e comunicação.
Entre 2009 e 2010, desempenhou funções de coordenação executiva na REDE – Associação de Estruturas para a Dança Contemporânea e, entre 2016 e 2017, foi presidente da Direção da REDE.


Em 2009 cria a Associação Produções Independentes (PI) onde produz e desenvolve colaborações com diversos artistas independentes, como Jonas&Lander, Rui Catalão, Carlota Lagido, Diana Niepce, Tiago Vieira e Bernardo Chatillon. Actualmente, a PI colabora com Rui Catalão, Carlota Lagido, Tiago Vieira e Bernardo Chatillon.

Em 2017 criou a associação ORG.I.A - Organização, Pesquisa e Artes, onde dá apoio e consultoria a vários artistas emergentes e experimentais e cria eventos e programas de criação em dança. Nesse mesmo ano, ganhou o prémio Natércia Campos para Melhor Produtora Cultural.
Colaborou na programação das actividades da Transforma (Imagine 2020 e outros eventos) e do Fiar - Festival Internacional de Arte de Rua em Palmela.
Foi júri durante 2 anos do programa Curtas de Dança/Kale/Teatro Municipal do Porto - (pequenos espectáculos coreográficos)

Criou o projecto Self-Mistake em 2019 que promove a criação artística, num contexto de experimentação e de risco, nas áreas da dança e da performance contemporânea.
Criou, fez a curadoria e produziu o Dançar é a Minha Revolução (evento de um dia com vários espectáculos) desde 2019, com 3 edições, e o programa Peep Show (Espectáculos em contexto de intimidade).
No âmbito do programa Self-Mistake apoia vários artistas emergentes com bolsas, acompanhamento e apoio ao seu trabalho.

 

 


Tel: +351 964728435